Seguros de Saúde – as 6 perguntas mais frequentes

seguros de saude

Seguros de saúde: muitas duvidas, muitas hesitações, muito desconhecimento...

 Saiba quais as 6 questões mais frequentes, sobre seguros de saúde, colocadas pelos portugueses e veja as nossas resposta.

1. Qual o melhor seguro de saúde?

A preocupação com a saúde, a necessidade de prevenção, as dificuldades do Serviço Nacional de Saúde e a assistência médica imediata em caso de emergência são alguns bons motivos para fazer um seguro de saúde.

No entanto, em tempos de incerteza, como aqueles em que vivemos, como podemos garantir que escolhemos o melhor seguro saúde?

Qual o melhor seguro de saúdeUma questão muito importante a considerar, antes de escolher um seguro de saúde para a família é a especificidade das pessoas que pretende segurar.

A idade e as necessidades individuais de cada pessoa a segurar são determinantes para essa escolha. da sua família.

Por exemplo, se pretende segurar uma pessoa com 60 anos e a seguradora só aceita até aos 55…

Muito importante igualmente, é definir qual o tipo de proteção que pretende contratar

  • uma muito abrangente, com todo o tipo de coberturas,
  • ou uma cobertura mais restrita para fazer face a uma cirurgia…

Portanto, não se pode estabelecer o melhor seguro de saúde, porque as varáveis são tantas, que torna esta missão impossível.

2. Como cancelar um seguro de saúde?

A anulação de um seguro de saúde, deve efetuada por escrito e enviada á seguradora, no mínimo, 30 dias antes da data da sua renovação anual.

Não confundir a data de renovação, com o fracionamento do prémio.

O seguro de saúde, de uma forma geral, é de renovação anual (normalmente, na data aniversaria, relativamente ao seu início), independentemente do fracionamento do seu pagamento ser mensal, trimestral ou semestral.

A falta de pagamento de uma fração pode, em determinadas circunstâncias, constituir divida, cujo pagamento pode ser legalmente exigível, por parte da seguradora.

3. Como funcionam os seguros de saúde?

Hoje em dia, na verdade, é necessário adquirir um seguro que o ajude a pagar as despesas médicas, mas você sabe exatamente como funciona o seguro saúde que você comprou?

O que é o seguro de saúdeO seguro saúde pode apoiá-lo em caso de doença e ajudar a pagar todas ou parte de suas despesas médicas.

Em troca dessa “rede de segurança”, ele cobra um prémio de seguro anual.

O seguro saúde pode ter vários tipos de cobertura.

Quanto mais abrangentes são, mais caro é o seguro, mas maior é a segurança dos beneficiários.

As coberturas mais contratadas são a hospitalização, as consultas médicas, incluindo exames e análises, e o parto.

Saber como funciona o seguro saúde, envolve saber o que não está coberto pela cobertura da sua apólice.

As doenças excluídas mais comuns no seguro saúde, são as doenças pré-existentes, ou seja, a doença diagnosticada antes do início da apólice.

Obrigatório igualmente, ler atentamente todas as clausulas de exclusão da sua apólice (mencionadas nas condições gerais, particulares e especiais).

É fácil de entender qual a parte ou a totalidade das despesas pagas pela seguradora, cobertas pelo seguro. 

Mas como funciona esse pagamento?

Pagamento direto ou reembolso no seguro de saúde

O pagamento da seguradora pode ser por pagamento direto ou reembolso.

Quando o beneficiário vai ao médico e paga apenas parte da despesa (os chamados copagamentos), a seguradora paga diretamente ao prestador a restante despesa.

Por outro lado, quando o beneficiário tem que efetuar o pagamento de toda a despesa e, posteriormente, apresentar a fatura à seguradora, para recebimento de parte da despesa, ocorre o designado do pagamento por reembolso.

Redes convencionadas dos seguros de saúde

A rede de prestadores convencionados, é uma lista de entidades que têm um acordo com sua seguradora e aceitam cobrar ao segurado apenas uma parte do custo da despesa efetuada.

Como cancelar um seguro de saúde

O restante é pago diretamente pela seguradora.

A seguradora partilha a lista da rede de prestadores convencionados, através do próprio site ou, reencaminhando para a entidade que faz a gestão da rede convencionada.

Quando pretender utilizar um prestador de serviço convencionado, confirme sempre antes, a validade dessa informação.

Franquias e copagamentos no seguro de saúde

Para entender como funciona o seguro saúde, deve prestar muita atenção às franquias e copagamentos.

A franquia pode variar em função do tipo de serviço médico prestado, da entidade prestadora do serviço e ainda das características pessoais do segurado.

Portanto, não há como evitar consultar sua apólice de seguro para descobrir quais regras aplicáveis ao seu caso.

A franquia pode traduzir-se num valor fixo anual até ao qual a seguradora não paga nada. Só após esse montante esgotado é que a seguradora passa a pagar dentro das regras estipuladas na apólice.

Ou pode traduzir-se numa percentagem do total da despesa, em que o segurado é responsável pelo pagamento dessa percentagem e a seguradora pelo valor remanescente.

Os copagamentos, são normalmente um valor fixo suportado pelo segurado e pode variar conforme a cobertura e o tipo de despesa.

Períodos de carência do seguro de saúde

Aqui está um termo muito pouco comum e que pode fazer alguma confusão.

O período de carência, é o tempo decorrido entre a celebração do contrato de seguro e a entrada em vigor das coberturas.

Muito simplesmente, o período de carência evita que o segurado receba a comparticipação do pagamento de tratamentos, imediatamente após a assinatura da apólice.

O parto é uma situação muito evidente, em que o período de carência pode ir até 1 ano.

Caso contrário, a grávida só comprava o seguro no final da gravidez e apenas para obter a comparticipação das despesas com o parto.

SIMULADOR SEGURO SAUDE

Regra geral, os períodos de carência são de 90 dias e para algumas situações mais especificas, serão prazos ainda mais dilatados.

Em caso de acidente, normalmente, não são aplicáveis os períodos de carência.

Muito importante saber quais são os períodos de carência antes de formalizar o seu seguro.

Poderá estar na expetativa da comparticipação de despesas que posteriormente não se vão verificar.

 

Saber como funciona o seguro saúde requer muitas pesquisas e a leitura de muitas apólices de seguro.

O importante é saber em que circunstâncias tem direito a beneficiar da apólice, e quais são as situações em que não pode contar com essa ajuda.

Esta análise pode ser determinante na decisão de contratar um seguro de saúde e qual a proposta de seguro mais adequada ao que pretende.

4. Como escolher um seguro de saúde?

Descubra os elementos a serem observados para fazer a melhor escolha para as suas necessidades.

como escolher um seguro de saudeNos últimos anos, assistimos a um aumento da procura de seguros de saúde, seja por parte das empresas e, igualmente, por particulares.

Nas empresas, é uma forma de tornar mais atrativo o pacote remuneratório dos seus colaboradores e poupar fiscalmente muitos milhares de euros.

Para os particulares, como alternativa ao Serviços Nacional de Saúde, ás listas de espera para marcação de consultas e tratamentos.

Embora nem sempre seja fácil comparar produtos de diferentes seguradoras, principalmente porque as cotações não são exatamente iguais.

Variam muito em termos de coberturas, capitais, franquias, exclusões…, a verdade é que há alguns aspetos a serem observados.

Um seguro bom para os nossos amigos não significa que seja o melhor para nós.

Para ajudar a escolher o seguro de saúde mais adequado oara si, aqui ficam algumas recomendações:

Período do contrato.

A generalidade dos seguros de saúde tem um limite de anos, e alguns têm restrições na idade de adesão, o que significa que poderá perder a proteção após uma certa idade.

Se você quiser garantir que isso não aconteça, preste uma atenção muito especial a esta situação, para não perder o direito ao seguro quando, muito provavelmente, vai ter mais necessidade dele.

Outra situação a ter em considerada é a seleção de coberturas mais adequadas às suas necessidades.

As coberturas bases são geralmente a hospitalização e as despesas ambulatórias (consultas, análises, exames, …).

Os planos mais completos podem incluir outras coberturas como o parto, a estomatologia, próteses, ortóteses e medicamentos.

Uma forma de economizar, é evitar coberturas desadequadas ao seu caso e que podem tornar o seguro mais caro ( para quê ter cobertura de parto se a pessoa a segurar é homem, ou se é um casal com mais de 60 anos?).

Também é muito importante comparar os limites de capital de cada cobertura.

Geralmente, cada seguradora estabelece limites para certas despesas específicas (óculos, próteses, etc.) por pessoa por ano.

Ao comparar diferentes propostas de seguro, verifique o valor coberto nessas situações, os chamados limites e sublimites.

SIMULADOR SEGURO SAUDE

Outros pontos a serem observados:

A maioria dos seguros de saúde não cobre doenças pré-existentes (ou seja, diagnosticadas antes do inicio do seguro), doenças ocupacionais, cirurgia plástica, etc.

Normalmente, existe uma lista de doenças e tratamentos, como infertilidade, obesidade, que também não estão incluídas na cobertura.

Se algum tratamento que esteja excluído, seja relevante para si, procure alternativas.

Ao comparar, desconfie sempre, porque nos seguros de saúde os preços mais baixos podem ocultar várias exclusões, mesmo para além das exclusões mais comuns.

Outro fator a ser considerado, é o período de carência.

Por outras palavras, a partir do momento em que contrata o seguro de saúde, quanto tempo necessita de esperar para poder utilizá-lo.

Avalie as modalidades de comparticipação: por reembolso e/ou por copagamento.

seguros de saude

Se já tem algum médico assistente e pretende continuar a ser acompanhado por ele, poderá fazer toda a diferença se ele está dentro de alguma rede convencionada e qual a proposta de seguro que utiliza essa rede.

Se o seu médico assistente não estiver integrado em nenhuma rede convencionada, a percentagem de reembolso fora da rede, pode ser determinante para a sua decisão.

Antes de escolher um seguro saúde, avalie todos estes pontos e faça algumas simulações, mas primeiro verifique se as propostas que está a comparar são comparáveis.

Classifique os itens mais importantes e compare as diferentes sugestões.

O mais importante é considerar as suas necessidades e escolher o que mais lhe convém.

Recomendamos recorrer aos serviços de um agente de seguros que, sem qualquer custo para si, poderá fazer todo este trabalho de comparação e de aconselhamento, sobre a melhor proposta para as suas necessidades especificas.

5. O que é o seguro de saúde?

De uma forma muito simples, os seguros de saúde cobre riscos relacionados com a prestação de cuidados de saúde, conforme as coberturas previstas nas condições do contrato e com os limites nelas fixados.

6. Compensa ter seguro de saúde?

Se temos o Serviço Nacional de Saúde, porque é que cada vez há mais pessoas a escolher esta alternativa?

A primeira etapa no processo de tomada de decisão é analisar se você realmente precisa de um seguro saúde.

A resposta deve ser uma análise da oferta e da qualidade dos serviços públicos de saúde na sua área.

Leve em consideração que as taxas por vezes são superiores ao copagamento do seguro saúde.

Além disso, você pode não querer ficar um dia inteiro, desde a madrugada, à espera de uma consulta, ou de marcar uma consulta para daqui a uns meses.

Quem procura um seguro saúde procura uma forma de satisfazer uma série de necessidades, como por exemplo:

Conveniênciarede convencionada seguro de saude

Com o seguro de saúde, pode garantir que irá receber um atendimento com melhor qualidade e não vai perder um dia inteiro para uma simples consulta médica ou para fazer pequenos exames.

Liberdade

Quem tem um seguro saúde pode escolher onde e por quem quer ser tratado.

Pode escolher o médico especialista em quem confie, em vez de ser atribuído aleatoriamente a um médico do serviço do SNS, sem qualquer interferência da sua parte, apesar de se tratar o seu “bem” mais valioso: a sua saúde..

Outros benefícios

O seguro saúde geralmente tem muitos outros benefícios associados.

Por exemplo, reembolso em medicamentos, consultas ao domicílio, cobertura para tratamento no estrangeiro ou descontos em parceiros na rede de bem-estar.

Até pode não utilizar estes benefícios, no entanto, eles estão à sua disposição e dependem apenas da sua vontade.

Em conclusão:

Hoje em dia, ter um bom seguro saúde, pode ser a diferença entre ter um bom tratamento ou, não ter, um bom e atempado tratamento.

No entanto, o processo de seleção e subscrição de um seguro de saude, não é simples e envolve múltiplas variáveis.

Utilize os serviços de um agente de seguros, para o aconselhamento e apresentação de diferentes propostas.

Esta é a mehor decisão, para selecionar o seguro de saude mais adequado ao seu caso, de forma consciente e com a perfeita noção das vantagens e limitações da sua escolha.

Este serviço do agente de seguros é gratuito, e garante que encontrará a melhor solução para as suas necessidades especificas.

A WIBNET está aqui por si e para si.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe os seus comentários

0
simulações enviadas

poupe também nos seus seguros

clique na imagem
particulares
Simulações para Particulares
empresas
Simulações para Empresas